História de Areal

Areal é uma cidade localizada na região Centro-Sul Fluminense do Estado do Rio de Janeiro e sua história é antiga, bem antes do lugar tornar-se um município independente.
Ao todo a cidade possui cerca de vinte bairros, e de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município contava em 2009 com uma população de 11.982 pessoas, sendo 8.621 eleitores segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Sua história se inicia com a decadência do Ciclo do Ouro nas Minas Gerais quando os exploradores e colonizadores trataram de buscar novas atividades econômicas para sua expansão e localização.

Nesse período a cultura do café era então, a atividade que mais se mostrava como promissora, contudo as terras de Minas não eram as mais apropriadas para essa lavoura especializada. As melhores eram as terras paulistas e fluminenses, fazendo com que o grande contingente de portugueses e de brasileiros se deslocasse em direção à Província do Rio de Janeiro, na direção do norte fluminense atravessando a região Arealense.

Assim, à margem esquerda do rio Piabanha havia uma parada ou estação para diligência, que também servia para troca de animais de tração no percurso, uma estação que atendia viaturas em trânsito, em paradas para compras e abastecimentos necessários na ligação que se dava por Areal entre as localidades circunvizinhas. O que nada mais era que uma estação inicial e terminal da linha de diligências entre Areal a Três Rios (então Entre - Rios).

No local da atual Igreja (Nossa Senhora das Dores) havia uma praia de areia, um belo areal, fronteiro à casa de parada das viaturas, carroças, diligências e outros de tração animal. Quando os que nelas viajavam eram indagados em que ponto parariam ou desembarcariam, os circunstantes, por não saberem e não existir um nome definido para o lugar, diziam que o seu destino era uma parada na qual havia um areal.

Desse modo, o processo foi se repetindo e, espontaneamente, criando pelo uso e pela indicação que dava a denominação da Estação ou Parada do Areal, origem primeira do topônimo “Areal”, antes de ser definida como 7º distrito de Paraíba Sul, em 17 de dezembro de 1895 já com o nome oficial de Areal e com a mesma denominação como o 4º distrito de Três Rios em 1938.

Quanto a educação formal, esta chegou a Areal com a Escola Estadual Nº 9, na Rua Afonsina, depois, com a Escola Típica Rural, na Fazenda Velha, um dos bairros da cidade e posteriormente, com o Grupo Escolar Mariano Procópio, e mais tarde com a criação do Ginásio Machado de Assis e a escola hoje conhecida como Escola Estadual Municipalizada Joaquim Vital Vieira com a educação secundária.

Outro ponto de grande importância para Areal foi o trajeto das Estradas União Indústria e Rio – Bahia. Estas atravessavam a localidade pelo centro urbano e durante boa parte do século XX, nos bares e restaurantes, postos de serviços e comércio que iam surgindo paravam os carros pesados, automóveis, ônibus e caminhões, dando a Areal um incremento econômico e consequentemente melhorias e desenvolvimento urbanístico.

Mas não foram somente essas estradas que tornaram Areal importante. Outro acontecimento tem relevância em sua história, visto que, a cidade fora palco de eventos relacionados ao golpe de estado de 1964. Na noite de 31 de março e em dias que se seguiram, Areal presenciou a iminência de combates entre tropas legalistas e as forças insubordinadas ao governo constitucional, fazendo os arealenses ouvirem estrondos dos voos rasantes dos aviões de guerra a sobrevoarem o lugar e a possibilidade, pela posição estratégica da localidade, de se desenvolver encontros de batalha entre as tropas, recolocando Areal no noticiário da imprensa nacional.

Entretanto, o auge de tudo isso foi interrompido com a abertura da nova Estrada Rio-Juiz de Fora, em duas pistas de rolamento e velocidade, passando ao largo, por fora do centro urbano, modificando tudo na vida arealense, que experimentou grandes alterações e dificuldades, que foram superadas pela criatividade e esforço dos empresários locais.

Todavia, até chegar a ser um município com governo próprio, Areal passou por três tentativas de emancipação. As duas primeiras em 1957 e em 1963 resultaram infrutíferas e a terceira, a partir de 1990, foi vitoriosa, surgindo o Município de Areal em 10 de abril de 1992. Cumpridas todas as formalidades legais e constitucionais a cidade estava juridicamente emancipada e foi então declarado município, tendo continuado vinculada ao município vizinho de Três Rios somente até 31 de dezembro de 1992. Nesse intervalo, foi realizada a campanha eleitoral e a eleição dos seus primeiros Vereadores, Prefeito e Vice - prefeito.

A partir de então a cidade vem crescendo gradativamente e com a Emancipação Político-Administrativa todos que já passaram pelo poder legislativo contribuíram e vem contribuindo para o desenvolvimento e a melhoria da cidade, bem como lutando ferozmente para proporcionar uma qualidade de vida aos Arealenses, na busca constante para levar a cidade de Areal rumo ao progresso.

  • Notícias
  • Fale Conosco
  • Webmail
  • Links Uteis